Eles firmaram a sua arte na parede

0
[nome do seu blog]

É ainda um mau costume ou uma força do mal habito falar-se apenas dos rappers-mcs quando queremos mencionar fazedores de Hip-Hop aqui na Banda. Mas tanto na primeira como na segunda geração de Hip-Hoppers aqui na Nguimbe já tínhamos também GraffWriters, B-Boys e Djays.

Hoje, mencionarei especificamente os GraffWriters ou Grafiteiros que tive a oportunidade de ver e alguns conhecer: Nomes como Samurai Luis Queiroz (sim, o DJ Samurai), Stefan Junior, Malcom, AntonioTonnygraphPedro, Tânya Bad Girl Rosária Raimundo, Wara Wata, AC o Arsenal Avgvst Clement, SPENT, RhamZi, BZB Leonel Liberato e Lundu Tila Lundu Aerograffite eram alguns dos gajos que já grafitavam e pinchavam as ruas com grafites que até mesmo hoje, com a evolução da cultura em todos aspectos, se podem considerar DOPES.

A Tânya Bad Girl, era a rainha, uma menina rara, a única naquela época que gostava de rap e rap UNDERGROUND e não queria saber do microfone, era mesmo só graffiti. Graffiti em WildStyle e em 3D, que encantavam qualquer um que os aprecia-se. Se calhar o facto de ser uma linda mulher, talentosa e inteligente, acabava por reunir muita gente (rapazes) por baixo do prédio dela, e nem todos eram grafiteiros LOL (malandros).

[nome do seu blog]

O Samurai tinha um grafiti rijo do seu pseudônimo em estilo WildStyle e Bomb, numa parede no maculusso, próximo ao restaurante São João. Era um dj que para além da turntable tinha também quedas para o microfone, beatmaking e também graffiti.

[nome do seu blog]

O Stefan Júnior, também no Maculusso – Zé Pirão, tinha um graffiti também rijo próximo ao Pau Da Cobra, em estilo 3D e outro em Bombing. Quem viu a capa da mixtape dos Hemoglobina com título Fogo Cruzado (2001), lembra que na capa havia um grafitti. O mesmo foi feito pelo mesmo Stefan. O Tonny Graff, venceu um concurso de graffiti no Team Elite em 2002 salve o erro, organizado pelo Moisés Luís e Kiessy Kelly, não lembro quem foram os seus oponentes, mas foi uma dica fixe para os graffwriters e para os hip-hoppers no geral.

Lembrar que o Tonny Graf é o grande criador da marca RPRSNT (representa) e ainda fundador e CEO da Revista Carga, que segundo ele, brevemente estará novamente disponível para os seus leitores.

O Wara Wata já no Elinga Teatro brilhava com os seus graffitis, também era e continua a ser um artista considerável no mundo das artes. Quem anda por Luanda tanto na Zona Urbana como na SubUrbana e nunca viu paredes grafitadas e pinchadas com a palavra SPENT, ta literalmente sego.

O dred vem de longe grafitando por Angola e até mesmo no estrangeiro nos estilos WildStyle, TrashTrain, ThrowUP e BOMBING, sempre por amor a arte e com os seus próprios custos. Tive o prazer de filmar um dos cenários do meu clipe MI TA RIMA numa das muitas paredes graffitadas por ele e o wi ainda pinchou o meu nome. DOPE!!!

[nome do seu blog]

Para estes wis que encontraram numa lata de spray uma forma de expressar a sua arte e sentimentos e para todos que hoje fazem graffiti por Angola toda…

[nome do seu blog]

Por: Denéxl

[nome do seu blog] [nome do seu blog]

Comentários

Deixe o teu comentário

Share.

About Author

Bispo Bispaço, é o fundador e único administrador do Portal Rap Kuia.

Leave A Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: