Breve análise sobre o actual estado da Nova Escola do Rap em Angola

0
[nome do seu blog]

Integrando a cultura Hip Hop, o Rap é um género musical que surge assim na perspectiva de diversificar, modalizar, divergir e abordar de maneira precisa os factos sociais, combinando-os com Ritmo e Poesia, aclimatado e familiarizado por cima dos instrumentais mas a verdade é que o Rap possui múltiplas representações, podendo ser mesmo produzido até acapella.

[nome do seu blog]

Apesar de ter surgido em zonas marginais e como uma expressão de rebeldia através de letras combativas, o Rap foi avançando até se tornar um sucesso comercial. Hoje faz parte da indústria musical e move milhões de dólares por ano, sendo uma parte destacada do negócio cultural em todo o mundo, e Angola não é excepção.

O mundo está em constante desenvolvimento, dias vão passando e as coisas vão mudando e inovando em distintas áreas sociais e artísticas criando assim uma hierarquia entre os membros componentes ou fazedores dessas mesmas específicas áreas.

[nome do seu blog]

A nova escola do Rap em Angola vem se notabilizando, sobressaindo e enobrecendo a cada dia que passa por arrastar multidões tudo fruto de trabalhos disponibilizados por essa mesma estrutura produtora de música Rap em Angola. Por um lado encotramos aqueles que optam por trabalhar no colectivo formando assim grupos, como: TRX Music, Mobbers, Young Family, Flava Sava e muitos outros. E por outro lado encontramos outros com maior propensão ou que inclinam-se para o trabalho individual como é o caso de CFK, Delcio Dollar, Lizzy, Paulelson entre outros. Alguns associados à produtoras e outro vão dando sustentabilidade aos seus trabalhos de forma independente.

Divergem as opiniões sobre a prestação da Nova Escola no Rap Angolano, cada um emitindo o seu parecer crítico no que conserne ao trabalho produzido pelos artistas que vêm dando sangue novo ao movimento. Alguns mesmo depreciando e desprestigiando o trabalho feito pela camada juvenil nesse género musical justificando os factores “banalidade”, “mesmice” e “monotonia nos versos”, chegando mesmo a ter preferência pelo Rap produzidos pela camada Old. Se por um lado temos aqueles que destratam e depreciam a Nova Escola, por outro lado temos aqueles que gostam, prezam, reverenciam e respeitam o trabalho executado e produzido pelos mesmos artistas.

E falando daqueles que realmente apreciam o trabalho produzido pelos artistas da New School e convergindo esse aspecto a um factor positivo que merece realce nesse artigo, está sem sombras de dúvidas relacionado à algumas das vendas discográficas proporcionadas pelos artistas da Nova Escola que mereceram destaque pela adesão em grande massa por parte do público consumidor, como é o caso por exemplo dos álbunsSobpressão” dos Mobbers e “Melhor União” da TRX.

Um outro assunto que também tem sido bastante argumentado pelos amantes de Rap em Angola e que merece ênfase nesse artigo está inteiramente ligado a pouca visibilidade ou notoriedade de rappers Undergrounds na Nova Escola.

Bem, voltamos ao tempo, há aproximadamente três anos, 2017, na então extinta (por agora) gala de premiação “Angola Hip Hop Awards“, vimos o grupo da New School fazedor de Rap Underground, Fat Soldiers, a vencer a categoria de Melhor Mixtape do ano com o projecto intitulado “Sobreviventes“, numa categoria em que tinha como por exemplo, a concorrência de Extremo Signo com a mixtapeForça da Natureza vol 2 O Tufão“, mesmo assim, tendo o grupo levado a melhor constituindo assim um feito memorável e inédito alcançado e gerando assim um orgulho e motivação para os Unders, sendo que eles trabalham de forma independente. Lembrando que o mesmo grupo vem se destacando e já conta com músicas em parcerias como Kid MC e também Raf Tag.

[nome do seu blog]

Muitos são os fazedores da vertente Underground nessa Nova Escola do Rap em Angola mas que infelizmente ainda lutam para ultrapassar a difícil barreira chamada “anonimato“.

Se dum lado da moeda temos aqueles artistas da Nova Escola que com maior popularidade, notoriedade e notabilidade no mercado vão brilhando com aparições em grandes palcos nacionais fruto de parcerias com grandes produtoras e não só, do outro lado da moeda temos aqueles artistas que vêm lutando contra o “anonimato” com o propósito único de ver patente ou exibido os seus trabalhos, aspirando assim dar o seu contributo para a expansão da música Rap no país.

E o caminho mais viável utilizado por muitos desses artistas da Nova Escola como forma de propogar ou divulgar os seus trabalhos e subsequente vencer o anominato tem sido a sua adesão aos muitos “blogs” existentes no país, tendo o Portal Rap Kuia como um deles. Para verem propagandeado os seus trabalhos, vários são os artistas que despendem valores monetários nessas suas parcerias com os “Bloggers“. E tantos outros mecanismos utilzados pelos artista nessa luta rumo a ascendência à tão prestigiada montra do Rap Nacional.

[nome do seu blog]

Uma das matrizes que vem dando sustentabilidade a Nova Escola é sem sombras de dúvidas os “Diss” (literalmente traduzida por música de insatisfação) é um tipo de track criada com o único propósito de atacar verbalmente e insultar uma pessoa ou um grupo de cantores. Seu uso é frequente no Rap, “beef” como é vulgarmente conhecido aqui na banda.

É bem visível a rivalidade existente entre os artistas pertentence a essa camada do estilo Rap na banda, como é o caso do tão comentado beef entre os grupos TRX e Mobbers e Young Family. As contendas verbais têm sido uma das vitaminas para o engrandecimento e divulgação do Rap em todo mundo e a New School em Angola não está isenta a este factor, até porque é um factor muito característico e ligado ao Rap.

Em suma, é com altos e baixos, críticas depreciativas e motivadoras que os artistas da Nova Escola vão trabalhando e traçando o percurso rumo a tão prestigiada montra do Rap Nacional. A verdade é que actualmente esses mesmos artistas vêm constituindo a principal atração entre os consumidores e amantes de Rap no país. O Portal Rap Kuia está dentro de tudo gira em volta dos acontecimentos ligados a New School do Rap em Angola… “S”

[nome do seu blog]

Comentários

Deixe o teu comentário

Share.

About Author

Bispo Bispaço, é o fundador e único administrador do Portal Rap Kuia.

Leave A Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: